Insônia

O que é Insônia? Leia aqui alguns sintomas, causas e tratamentos.

Insônia

A insônia é uma dissonia caracterizada pela dificuldade em iniciar e/ou manter o sono e pela sensação de não ter um sono reparador causando prejuízo significativo em áreas importantes da vida do indivíduo. Do ponto de vista polissonográfico, é acompanhada de alterações na indução, na continuidade e na estrutura do sono. Geralmente aparece no adulto jovem, é mais frequente na mulher e tem um desenvolvimento crônico.

Causas
Existem muitas possíveis causas pra insônia
- Estimulantes do SNC: cafeína, nicotina, anfetaminas, cocaína, metanfetaminas, antidepressivos, pseudoefedrina.
- Abstinência de depressores do SNC: álcool, nicotina, benzodiazepinas, opioides, antipsicóticos, anticonvulsivantes.
- Eventos estressantes: avaliação de desempenho, doença ou morte de ente querido, problemas de relacionamento.
- Mudança na rotina de sono: especialmente em trabalhadores com jornadas variáveis ou após viagens longas por jet lag.
- Transtornos psicológicos: depressão clínica, transtorno de ansiedade generalizada, transtorno de estresse pós-traumático, esquizofrenia, transtorno bipolar, transtorno obsessivocompulsivo, hiperatividade.
- Transtornos neurológicos: Traumatismo cranioencefálico, Demência vascular, Doença de Parkinson, doença de Alzheimer e a rara insônia familiar fatal.
- Transtornos hormonais: hipertiroidismo, menopausa, TPM, Síndrome de Cushing.
- Problemas respiratórios: apneia do sono, asma, DPOC.

Sinais e sintomas
Dormir mal piora o desempenho físico e cognitivo.
Os sintomas da insônia geralmente são:
- Sonolência durante o dia
- Cansaço e fraqueza
- Mau humor e irritabilidade
- Dificuldade de concentração e memória
- Reflexos mais lentos

A insônia crônica aumenta o risco de acidentes e de desenvolver transtornos psiquiátricos.

Tratamento
O tratamento é bastante amplo e depende da causa. O tratamento da insônia crônica deve começar organizando o tratamento de qualquer condições subjacentes que possa causar a insônia, como problemas cardíacos, pulmonares ou endócrinos.

Vários estudos concluem que a terapia cognitivo-comportamental para insônia é superior a longo prazo que tratamento com benzodiazepinas ou outros sedativos. A terapia pode envolver técnicas para lidar com a ansiedade, um diário para identificar os hábitos não-saudáveis, só usar a cama para dormir e sexo, regular a luz e música do quarto e parar de se esforçar para dormir.

O tratamento é realizado com terapia medicamentosa podendo ou não necessitar de psicoterapia conjunta. Busque ajuda com seu médico psiquiatra para maiores informações.

Medicamentos
Apesar de serem menos eficientes e terem diversos efeitos colaterais, os sedativos são mais usados que a psicoterapia no tratamento da insônia. Especialistas defendem que deveriam ser prescritos para insônia primária apenas se a psicoterapia não for suficiente.




image

Marque uma consulta

Horário de Atendimento
Quartas e Quintas 13h as 17h - Sexta: 8H as 13H

Clique para marcar uma consulta